.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

O sinal do Espírito Santo-Helena Serpa


15/01/2017 - II Domingo do Tempo comum – 1ª. Leitura – Isaías 49, 3.5-6 – “com nossas boas ações podemos ser luz das nações ”
Todos nós, homens e mulheres, que temos a Bíblia como farol que ilumina nossos passos na caminhada para Deus, podemos nos amparar nesta Palavra. Apesar de Isaías profetizar a respeito de Jesus Cristo, todos nós podemos assumir a mensagem desta profecia, porque ao se fazer homem como nós, Jesus Cristo, o próprio Deus se fez servo para a Sua glória e para a nossa salvação e nos deu também dignidade e capacidade para realizar aqui na terra as mesmas obras que Ele. Portanto, nós também somos chamados a ser servos e servas fiéis ao projeto de Salvação que Cristo veio instaurar para a humanidade. Fomos também preparados (as), desde o nosso nascimento, para concretizar a missão à qual fomos destinados (as).     A Palavra de Deus é o próprio Jesus que nos ilumina e nos faz irradiar Sua Luz no mundo.  É através das nossas ações que podemos ser luz das nações, visto que no percurso da nossa vida temos inúmeras oportunidades de irradiar a mesma luz que recebemos de Jesus, no intuito de propagar a salvação até os confins da terra. Os confins da terra significam os lugares aos quais temos acesso, onde podemos levar a paz, a harmonia, o consolo a quem precisa, por meio da pregação da Sua Palavra e da vivência do Seu Amor. Ser luz das nações também é o chamado que recebemos no nosso Batismo, pois fomos mergulhados no mistério da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. Temos em nós todos os atributos de Cristo, não podemos nos esquecer desta verdade. Às vezes, nós nos omitimos, deixamos passar as ocasiões favoráveis, dessa forma estamos submergindo a luz que mora em nós e nos esquecemos de manifestar ao mundo, a glória de Deus.  – Você tem consciência de que Jesus quer ser Luz através das suas ações? – Você tem manifestado ao mundo a glória de Deus? – Você tem propagado a Palavra de Jesus no meio em que vive? – Você tem revelado ao mundo a sua fé em Cristo? – Como?  

Salmo 39 – “Eu disse: Eis que venho, Senhor, com prazer faço a vossa vontade!”
A esperança é o alimento da nossa fé! Por isso, o salmista nos ensina que a maneira mais eficaz para ver atendidos os nossos pedidos é esperar no Senhor com paciência. Enquanto esperamos, o próprio Senhor nos ensina a cantar louvores e poemas e coloca nos nossos lábios as palavras certas. E acrescenta como a nos orientar: “sacrifício e oblação não quisestes, mas abristes, Senhor meus ouvidos”. É isso o que devemos fazer, então: escutar a Palavra de Deus, cantar louvores e oferecer a Ele, não as coisas nem penitências, mas o nosso serviço e a nossa disposição de fazer a Sua vontade. . 

2ª. Leitura – 1 Coríntios 1, 1-3 – “A graça e a paz da parte de Deus”
Esta mensagem de São Paulo se destina a todos os que, no mundo inteiro atendem ao chamado de Deus para serem santo, quer dizer, separado, consagrado a Ele. A esses, São Paulo acena com a graça e a paz da parte de Deus e de Jesus Cristo. Quando verdadeiramente nos apossamos da Palavra de Deus que nos foi revelada por meio dos Seus profetas, dos Seus apóstolos e discípulos esta palavra se torna vida na nossa vida. Desta forma, hoje, todos nós que nos apoderamos desta Palavra, precisamos também acolher a graça e a paz que Deus  derrama sobre nós. Somos nós, hoje, os que foram santificados em Cristo Jesus e, por conseguinte, também chamados a ser santos e santas. Somos também o povo que invoca o nome de nosso Senhor Jesus Cristo em qualquer circunstância e lugar que estivermos. Consequentemente, se todos os dias nós acolhermos as bênçãos do céu que se derramam através da reflexão da Palavra, seremos pessoas abençoadas e felizes, apesar das tribulações e surpresas da vida. Quando no nosso dia a dia somos fiéis à nossa oração pessoal e à meditação da liturgia diária ou quando com perseverança participamos da Eucaristia, nós constatamos na nossa vida a grande graça de ser de Deus. Comprovamos e percebemos assim, que, aquilo que antes nos deixava “desesperados e confusos”, hoje nós enfrentamos com serenidade.  Em Jesus Cristo, somos mais que vencedores, esta é uma verdade da qual nunca deveremos esquecer, pelo contrário, devemos propagar aos quatro cantos da terra. – Você tem se apossado das graças de Deus por meio da Sua Palavra? – Você tem confiança de que a Palavra de Jesus se confirma na sua vida? – Você tem passado para as outras pessoas essa certeza? – Você se considera santificado (a) em Jesus Cristo? – O seu comportamento condiz com o de um (a) santo (a)?


Evangelho – João 1, 29-34 -  “o sinal do Espírito Santo”
João Batista veio abrir o caminho para Jesus!   E o sinal dado por Deus Pai a ele, a fim de que reconhecesse Jesus, foi o Espírito Santo, em forma de uma pomba descida do céu. Dessa forma, João Batista apontava com segurança para Jesus e dizia: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo”. Depois do Batismo de Jesus, João Batista encerrou a sua missão, porque agora, Jesus, cheio do Espírito Santo, com poder iniciaria a Sua Missão. Às vezes não conseguimos entender muito os segredos de Deus, no entanto, precisamos nos firmar no que é essencial para que a mensagem evangélica se transforme em vida para a nossa caminhada. A todo o momento o Senhor nos sinaliza com o Seu Espírito Santo a fim de que possamos alcançar com segurança o que Ele pretende de nós. Depois de batizado, Jesus cheio do Espírito Santo iniciou sua vida pública tendo como maior objetivo nos fazer apossar do poder do Seu Espírito. Ao mencionarmos o Batismo de Jesus, não podemos esquecer-nos do nosso Batismo e tomar consciência de que também nós temos a força do Espírito dentro de nós e o Seu sinal se faz notar através das nossas ações, reações, atitudes, gestos, etc... Precisamos averiguar se o testemunho que estamos dando ao mundo é realmente o de alguém que vive pleno do Espírito Santo ou de quem já o guardou e não se importa com Ele! O Espírito Santo cheio de poder é o doce hóspede da nossa alma, no entanto Ele é educado e não quer se intrometer nas nossas ações, sem o nosso conhecimento. Deus Pai deu testemunho do Seu Filho Jesus, com o sinal do Espírito Santo. Assim também Ele só poderá dar testemunho ao mundo de que somos Seus filhos e filhas, se deixarmos que o Espírito Santo manifeste em nós o Seu poder e a Sua força. Seremos as pessoas mais insensatas se recusarmos essa grande ajuda do céu. – Você tem deixado transparecer ao mundo que está cheio (a) do Espírito Santo de Deus? – As pessoas reconhecem em você a luz que vem do céu? – Você tem feito as mesmas coisas, do mesmo jeito que as pessoas comuns do mundo fazem? – Em que você tem agido diferente das pessoas das “novelas” da TV? – Há alguma diferença?

3 comentários:

Fátima Costa disse...

A sua reflexão enriquece a minha catequese e me ajuda no serviço pastoral. Muito obrigada.

Fátima Costa disse...

A sua reflexão enriquece a minha catequese e me ajuda no serviço pastoral. Muito obrigada.

Anônimo disse...

SENHOR NOSSO DEUS E NOSSO PAI PERDAO POR MEUS PECADOS E OS PECADOS DO MUNDO,OBRIGADO POR TUDO QUE SOU POR TUDO QUE TENHO,IRMAS E IRMAOS QUE A GRAÇÇA E A PAZ DE JESUS ESTEJA COM TODOS,QUE SEJAMOS FIES AGRADECIDOS E COMPROMISSADOS COM CONTRIBUIR PARA FASERMOS UM MUNDO MAIS JUSTO AMEM

Postar um comentário