.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Ter fé ou não ter fé, eis a questão-Helena Serpa


12/08/2017 - sábado XVIII semana comum – Deuteronômio 6, 4-13 – “O preceito do Senhor é a vivência do Seu amor”
Os ensinamentos que Moisés dirigiu ao povo de Israel em Nome do Senhor ainda hoje devem ser passados para todas as gerações. O Senhor nos ordena a repetir com insistência os Seus mandamentos a cada momento, e prendê-los como sinal em nossa mão e entre os nossos olhos, escrevendo-os nas entradas da nossa casa. Assim, pois, amar a Deus com todo o nosso coração, com toda a nossa alma e com todas as nossas forças significa colocá-Lo como figura central da nossa mente, emoções, entendimento e, principalmente ter gravado dentro de nós os Seus mandamentos de vida. O preceito do Senhor é a vivência do Seu amor, e é por meio do nosso pensar, agir e falar que podemos manifestar ao mundo a nossa obediência a Sua Palavra e ao Seu ensinamento.  Trazemos em nós as marcas da Palavra do Senhor quando vivenciamos o Seu amor nos nossos relacionamentos na família e no mundo. Se fizermos uma avaliação da nossa vida em relação à proposta contida nesta leitura nós iremos chegar à conclusão de que o nosso desempenho está deixando muito a desejar. Se pensarmos no tanto de bens que temos recebido das mãos do Senhor, Suas bênçãos de fartura, Sua assistência, saúde, casa, pão, água, alegria, iremos também perceber que somos eternos devedores do Seu Amor para com as pessoas com quem convivemos. Nós amamos a Deus de coração quando empregamos o amor que Dele recebemos no convívio com os nossos irmãos. Assim também nós temos acesso à Terra Prometida que é o reino dos céus acontecendo aqui na terra. – Você tem dado testemunho do mandamento do Senhor diante dos homens? – Você tem a Deus como figura central da sua vida? – Você tem ensinado às gerações futuras que o Senhor é o único Deus ou tem colocado outros deuses na frente?

Salmo 17 – “eu vos amo, ó Senhor, sois minha força e salvação!”
Só quando nós sentimos verdadeiramente o amor de Deus é que nós podemos afirmar que O amamos e podemos proclamar que Ele é a nossa força, nossa rocha, refúgio e salvação. A força de Deus se manifesta na nossa vida pelo poder do Seu amor quando nós nos entregamos a Ele e O invocamos nas horas que somos perseguidos. Assim como Davi, nós podemos dar vivas ao Senhor e bendizê-lo porque nos escolheu e nos ungiu concedendo-nos vitória e misericórdia.
Evangelho – Mateus 17, 14-20 – “ter fé ou não ter fé, eis a questão”

O fato dos discípulos de Jesus não terem curado o menino epilético porque não tinham fé, nos leva a pensar também na nossa situação em relação a ter fé ou não ter fé. Será que estamos conseguindo fazer milagres em Nome de Jesus?  Será que estamos conseguindo alcançar o que buscamos?  Será que acreditamos mesmo que Deus age com poder por meio de nós? Precisamos ter consciência de que o Senhor espera apenas a nossa confiança para poder fazer os milagres de que precisamos. Hoje também nós enfrentamos muitos males que são comparáveis à “epilepsia” daquele menino. São as enfermidades que atingem a nossa alma como a depressão, o desalento, a prostituição, a dependência das drogas, todas originárias da nossa experiência com as dificuldades do mundo moderno. No entanto, o  próprio Jesus nos garante que se tivermos fé mesmo que seja bem pequenininha como uma semente de mostarda, poderemos fazer proezas e alcançarmos as coisas que nos parecem impossíveis. Como os discípulos de Jesus nós também somos chamados (as) a profetizar, curar e  libertar da “epilepsia contemporânea” , aquelas pessoas que hora caem no fogo, hora se afundam nas águas da existência. E se temos fé em Jesus, com certeza,  nós também poderemos dar ordens às montanhas que tentam nos desestimular. Nada então nos será impossível realizar. A fé com que nós acolhemos este povo carente, doente, sofredor e que precisa de Jesus, é o termômetro para que tenhamos ou não sucesso no nosso ministério. Vale muito mais a fé com que nós rezamos pelas pessoas do que mesmo o que as pessoas esperam de nós. Somos apenas portadores da graça de Deus e precisamos acreditar que Ele age por meio de nós  para que não afirme como naquele tempo: “Ó gente sem fé e perversa!” – Você acredita no poder de Jesus quando você ora por alguém? – A oração que você faz por alguém é em Nome de Jesus ou baseada na sua fraqueza humana? – Você tem tido coragem de orar pedindo cura e libertação para aqueles que se aproximam de você? – Por quem você precisa orar neste momento atual

2 comentários:

José Maria Nascimento disse...

Obrigado !!!

Mariano Silveira disse...

DEUS te abençoe e te ilumine. Obrigado p/ reflexão.

Postar um comentário