.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

.

DIA 21 DE JANEIRO-SÁBADO

Jesus também passou pelo crivo dos homens-Helena Serpa


Jesus estava fora de si?- Reflexão do querido e falecido Padre Queiroz


DIA 22 DE JANEIRO-DOMINGO

JESUS, A GRANDE LUZ PARA OS POVOS – Maria de Lourdes Cury Macedo.


“SEGUI-ME, EU FAREI DE VÓS PESCADORES DE HOMENS.”- Olivia Coutinho.




03º Domingo do Tempo Comum – Ano A-Dehonianos


O povo que andava nas trevas viu uma grande luz- Reflexão do falecido Pe. Queiroz


MAIS HOMILIAS DESTE DOMINGO
----------------------------------------------

·                     MENSAGEM DE NATAL-2-Olívia Coutinho

·                     MENSAGEM DE FIM DE ANO-José Salviano


MEU FACE

PREZADOS LEITORES
VAMOS AUMENTAR OS ACESSOS. MANDE O LINK DESTE BLOG PARA SEUS AMIGOS E PARENTES



==============================


PARA ENTRAR NO NOSSO CANAL NO YOU TUBE É SÓ CLICAR AQUI
ou
ou ainda...
 ENTRE NO YOU TUBE E DIGITE: J.SALVIANO


================


VISITE  A NOVA PÁGINA

REFLEXÕES RECENTES E ANTIGAS
 CLICA AQUI

REFLEXÕES RECENTES E FUTURAS


DIA 16 DE JANEIRO-SEGUNDA-FEIRA

Uma nova visão sobre a realidade da vida-Helena Serpa


O noivo está com eles-Reflexão do falecido Pe. Antonio Queiroz


DIA 17 DE JANEIRO-TERÇA-FEIRA

"O SÁBADO FOI FEITO PARA O HOMEM...!" Olivia Coutinho


Filho do Homem até do sábado é Senhor-Dehonianos



DIA 18 DE JANEIRO-QUARTA-FEIRA

-É permitido no sábado fazer o bem ou fazer o mal?-José Salviano




Todos somos filhos de Deus-Alexandre Soledade


DIA 19 DE JANEIRO-QUINTA-FEIRA




DIA 2O DE JANEIRO-SEXTA-FEIRA

-Chamou os que ele quis, para que ficassem com ele-José Salviano




Chamou os que ele quis- Reflexão do falecido Padre Queiroz


DIA 21 DE JANEIRO-SÁBADO

Jesus também passou pelo crivo dos homens-Helena Serpa


Jesus estava fora de si?- Reflexão do querido e falecido Padre Queiroz


DIA 22 DE JANEIRO-DOMINGO

JESUS, A GRANDE LUZ PARA OS POVOS – Maria de Lourdes Cury Macedo.


“SEGUI-ME, EU FAREI DE VÓS PESCADORES DE HOMENS.”- Olivia Coutinho.




03º Domingo do Tempo Comum – Ano A-Dehonianos


O povo que andava nas trevas viu uma grande luz- Reflexão do falecido Pe. Queiroz


DIA 23 DE JANEIRO-SEGUNDA-FEIRA

-Disseram que Jesus estava possuído por Belzebu-José Salviano



É o noivo que recebe a noiva- Reflexão do falecido Pe. Antônio Queiroz CSsR


DIA 24 DE JANEIRO-TERÇA-FEIRA


DIA 25 DE JANEIRO-QUARTA-FEIRA

DIA 26 DE JANEIRO-QUINTA-FEIRA

Enviou-os dois a dois- Reflexão do falecido Pe. Antonio Queiroz


DIA 27 DE JANEIRO-SEXTA-FEIRA

É a menor de todas as sementes-Reflexão do falecido Pe. Antonio Queiroz


DIA 28 DE JANEIRO-SÁBADO

Jesus e a tempestade-Reflexão do falecido Padre Queiroz


DIA 29 DE JANEIRO-DOMINGO

Reflexão do falecido Padre Antonio Queiroz-As bem-aventuranças


DIA 30 DE JANEIRO-SEGUNDA-FEIRA

Espírito impuro-Reflexão do falecido Pe. Antônio Queiroz CSsR


DIA 31 DE JANEIRO-TERÇA-FEIRA

Não precisamos lutar só!-Alexandre Soledade




QUARTA-FEIRA
QUINTA-FEIRA
SEXTA-FEIRA
SÁBADO
DOMINGO
========


JESUS, A GRANDE LUZ PARA OS POVOS – Maria de Lourdes Cury Macedo.


Domingo, 22 de janeiro de 2017
EVANGELHO DE MT 4,12-23

João Batista, o grande profeta do Altíssimo, com suas palavras  duras, chamava o povo à conversão, denunciava os erros inclusive de Herodes e Herodíades, que viviam ilegalmente casados e por isso João foi levado ao cárcere e mais tarde à morte.
Com a morte de João encerra-se a missão do Batista Precursor e começa a atividade do Filho de Deus. Fecha-se o Antigo Testamento e abre-se o Novo. Cessam os passos João, sua voz já não ecoa mais, fica seu exemplo, seus ensinamentos e seu testemunho.
Sem o precursor João, Jesus vai para Galileia e se estabelece em Cafarnaum, cidade que ficava às margens do Mar de Genesaré ou lago de Tiberíades, onde Pedro morava. Cafarnaum será agora a cidade de Jesus.
 Na cidade de Cafarnaum passava uma estrada que servia de rota para as caravanas da Síria ao Egito. Lá existia uma espécie de alfândega. Havia grande movimento de povos e de costumes, por isso a cidade de Cafarnaum era um pouco paganizada, considerada “Galileia dos pagãos”. O povo era visto pelos gananciosos como simples “caminho do mar”, “gente da beira da estrada”, rota de caravanas, de exércitos.  Segundo o profeta Isaías, era um povo oprimido que vivia na escuridão e no sofrimento. Todos tinham enfrentado duras lutas com as invasões dos assírios. Jesus os reconfortaria com sua presença, As expressões “Escuridão” e “região sombria da morte” são figuras da ignorância, das trevas do erro, do pecado, dos sofrimentos em que vivia aquele povo.
Como por Cafarnaum passava muita gente e de todo tipo, Jesus achou que era um lugar excelente para iniciar sua missão, demonstrando assim a misericórdia de Deus, que cuida de seu povo.
Jesus começa a pregar, trazendo a mesma mensagem que trouxera João. Adverte que é necessário que se convertam, pois está próximo o Reino dos Céus. Jesus estabelece uma ligação entre a sua pregação e a do Batista e faz com que os pensamentos da humanidade se voltem para a conversão e a penitência.
Jesus é a grande luz que vem iluminar esse povo que andava na escuridão, o povo vê agora surgir uma grande luz. É a luz que ilumina  os caminhos da salvação. Com Jesus chegou o tempo da Redenção e esse é o Reino de Deus.
Jesus é o libertador, é a Boa Nova, que Ele realiza na sua pregação. E a síntese da Boa Nova é o Reino de Deus, que já está próximo, presente na pessoa de Jesus.
Jesus ensinava nas sinagogas dos judeus e por onde andava. Sinagoga era o lugar onde o povo se reunia para estudar a Palavra de Deus. Ali Jesus transmitia sua mensagem libertadora, lendo e comentando as Sagradas Escrituras e interpretava a Palavra de Deus.
Jesus, com seus milagres e curas, libertava as pessoas da opressão, injustiça, marginalização. Queria libertar o homem todo e todo homem daquilo que o oprimia. Era o momento da implantação do reinado da justiça, paz e fraternidade.
A mensagem de Jesus apresenta-se bastante simples: Deus se interessa pelas pessoas. O Pai não está alheio ao sofrimento do povo, ele ama a todos e quer a salvação de todos independente de religião, ser judeu ou ser pagão. Deus sempre vem ao encontro do povo. Quer o melhor para todos, mas quer também a participação do ser humano. Por isso Jesus convidou pessoas para conviver mais de perto com ele, para aprender a sua mensagem, para que sua missão nunca parasse.
Andando na praia, Jesus viu Simão, André, Tiago e João, que estavam lançando suas redes e convidou-os para segui-lo. Faria deles “pescadores de homens”. Eles deixaram tudo, renunciaram a tudo para segui-lo. Ser “pescadores de homens” significa ser apóstolo de Jesus. Quem é apóstolo se torna verdadeiro pescador de homens, salvando-os da confusão do mundo e levando-os para o Reino dos Céus.
Os quatro primeiros apóstolos que Jesus chamou eram pobres, rudes, sem formação, simples pescadores. São Paulo disse: “Escolhe os fracos para confundir os fortes”! Deus chama quem ele quer e não se prende a qualidades naturais. As pessoas não se convertem com argumentos, mas com a graça de Deus. “Um sábio poderá convencer, mas não converter.” Deus escolhe seus apóstolos e capacita aqueles que escolhe.
Jesus continua hoje chamando as pessoas para trabalhar na sua messe. Nós cristãos temos a missão de nos reunirmos em torno de Cristo, em sua Igreja, e trabalhar na construção do Reino de amor, justiça e de paz.
No Evangelho de hoje Jesus nos convida a Conversão que é  mudança de vida, de mentalidade. Nos convida a trabalhar na sua messe, a construir o Reino de Deus entre os homens. Nos convida a amar o próximo, a ser solidário, considerar todos com dignidade. A Conversão exige fé, e se temos Fé em Jesus, se acreditamos em suas Palavras não temos outro caminho a não ser segui-lo, a andar no mesmo caminho dele, seguir suas pegadas.
Oração: Sejamos uma grande luz como Jesus para iluminar o caminho de todos que trilham nas trevas do pecado e da ignorância.
Abraços em Cristo!
Maria de Lourdes


                                

“SEGUI-ME, EU FAREI DE VÓS PESCADORES DE HOMENS.”- Olivia Coutinho.

 
3º DOMINGO DO TEMPO COMUM
 
Dia 22 de Janeiro de 2017
 
Evangelho de Mt4,12-23
 
Cruzar os braços diante à realidade que aí está achando que o mundo não tem mais jeito, é como apagar um pavio que ainda fumega, é como quebrar uma taquara rachada, é dar como encerrada a mais bela história de amor iniciada por Deus na criação!
A exemplo de Jesus, não podemos nos dar como vencidos diante aos adversários do projeto de Deus, pois em nós, que somos  enxertados em Cristo, existe uma força maior que transcende a força do mal.
Não podemos esquecer de que o amor de Deus pelo o humano, é um amor persistente, Deus não desiste da sua Criação!
Se o mal está ganhando força no mundo, temos também uma parcela de culpa, talvez, não estamos deixando aflorar o bem plantado por Deus em nossos corações, pois a única arma capaz de vencer o mal é o bem.  Se o mundo está envolto em trevas, é porque estamos ofuscando a Luz de Deus que brilha em nós, com a nossa omissão! 
O evangelho que a liturgia de hoje nos convida a refletir, narra os primeiros passos de Jesus na sua vida pública, quando Ele começa a desenvolver o projeto de Deus que tem como prioridade a vida humana em toda a sua dimensão!
Tudo, começa  num momento conflituoso, logo após a prisão de João Batista. A prisão de João Batista, o grande profeta que chamou o povo a conversão, não intimidou Jesus como muitos pensavam, pelo o contrário, o encorajou ainda mais!
Jesus começa as suas pregações, aos arredores da Galileia, uma região conflituosa, considerada como reduto da infidelidade a Deus, o que vem nos mostrar, que é no meio dos conflitos que um seguidor de Jesus é chamado a atuar!
Às margens do mar da Galileia, Jesus começa a formar a sua primeira comunidade, o embrião da sua Igreja, uma Igreja Missionária que vai ao encontro do outro, do excluído do abandonado. Tudo vai acontecendo dentro da  simplicidade, Jesus não vai atrás de pessoas letradas, de início, o seu olhar paira sobre alguns pescadores, pessoas simples, dotadas de qualidades e defeitos que deixaram suas redes para se tornarem pescadores de homens!
Com a colaboração destes homens, que deram o seu sim ao projeto de Deus, Jesus começa a implantar o reino dos céus aqui na terra! Diferente do humano, Ele não questiona o passado dos seus escolhidos, não lhes exige alguma formação, apenas uma condição: a conversão do coração!
É graças ao testemunho desta pequena comunidade formada por Jesus, que hoje, mais uma vez, estamos aqui, eu e você, buscando o crescimento na fé através do entendimento da palavra de Deus!
Hoje, Jesus continua chamando mais colaborares para a construção do Reino de Deus, pessoas que estejam dispostos a enfrentar à desafiante missão de  tornar presença  Dele, em meio aos conflitos!
Há uma grande necessidade de operários na  obra do Senhor, que é uma obra permanente, o próprio Jesus afirma: “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos.”L10,2
Isentar da responsabilidade de administradores do que é de Deus, é rejeitar o seu projeto de vida plena, é condenar-se a uma vida vazia. 
Sabemos que no mundo há muito por fazer, pois  precisamos, reconstruir o que Deus criou, mudando a realidade que aí está, afinal, não podemos perder de vista, o horizonte que nos aponta um mundo novo, um mundo novo, onde  o amor a justiça e a paz  haverão  de triunfar!
Jesus continua nos falando do Reino dos céus, Ele é a própria presença  deste Reino, quando deixamos nos conduzir pelos os seus ensinamentos, ocorre uma mudança radical no nosso modo de viver, passamos a ver o irmão com outros olhos, a não nos dar como vencidos diante as forças do mal,  a acreditar que o mal não sobrepõe o bem, que o mundo ainda tem jeito!

 

FIQUE NA PAZ DE JESUS! – Olívia Coutinho

Venha fazer parte do meu grupo de reflexão no Facebook