.

INTERNAUTAS MISSIONÁRIOS

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS - RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quinta-feira, 24 de abril de 2014

.

DIA 25 DE ABRIL - SEXTA

“JESUS APROXIMOU-SE TOMOU O PÃO E DISTRIBUI PARA ELES - Olívia Coutinho

É o Senhor!-Canção Nova

Anunciai o Evangelho a toda criatura - Claretianos


À beira do mar-Helena Serpa

Pescadores de pessoas-Pe. Antônio Queiroz CSsR

" AÇÃO PASTORAL SEM QUERÍGMA, ACABA EM FRACASSO" - Dias. José da Cruz

============
VISITEM A PÁGINA DO FACE BOOK   DE  Olívia Coutinho

 

============

 

NOÇÕES DE ORATÓRIA-PARA SEMINARISTAS


Reze mais.

AS HISTÓRIAS DO PADRE QUEIROZ ESTÃO DO LADO DIREITO ABAIXO DA SUA FOTO.

HOMILIAS DO PRÓXIMO DOMINGO

DOMINGO 27 DE ABRIL

MEU SENHOR E MEU DEUS! - José Salviano

 

“A PAZ ESTEJA CONVOSCO. COMO O PAI ME ENVIOU, TAMBÉM EU VOS ENVIO!” – Olívia Coutinho

 

VEJA AQUI MAIS HOMILIAS PARA O PRÓXIMO DOMINGO

-----------------------
ATENÇÃO: NESTE SITE, MISSA COM CRIANÇAS. 

REFLEXÕES RECENTES E FUTURAS

 

DIA 21 DE ABRIL - SEGUNDA

Ide anunciar!-Helena Serpa

ANUNCIANDO A RESSURREIÇÃO - Igreja Matriz de Dracena

 

" As primeiras Testemunhas...essas Mulheres Maravilhosas" - Dias. José da Cruz


Jesus está vivo!-Canção Nova


Daí-nos, Senhor, coragem para acreditar!-Fr. José Luís Queimado, CSsR


VEJA AQUI MAIS HOMILIAS PARA O PRÓXIMO DOMINGO

DIA 22 DE ABRIL - TERÇA

Por que choras mulher?-Canção Nova

“MULHER, POR QUE CHORAS? A QUEM PROCURAS?” - Olívia Coutinho

RABÛNI! Meu querido e grande mestre!-Fr. José Luís Queimado

O sepulcro vazio-Igreja Matriz de Dracena


" Jesus presente de um modo novo..." - Dias. José da Cruz


DIA 23 DE ABRIL - QUARTA

“FICA CONOSCO, POIS JÁ É TARDE E A NOITE VEM CHEGANDO"! - Olívia Coutinho

A aparição de Jesus aos discípulos de Emaús. -Frei Carlos Mesters, O.Carm


O Senhor ressuscitou e apareceu a mim-Helena Serpa

"Jesus, a presença contagiante..." - Dias. José da Cruz

Os discípulos de Emaús-Igreja Matriz de Dracena

Emaús dos nossos dias -Canção Nova

 

Reconheceram Jesus ao partir o pão -Pe. Antônio Queiroz CSsR

"Jesus, a presença contagiante..." - Dias. José da Cruz


DIA 24 DE ABRIL - QUINTA

A paz esteja convosco-Igreja Matriz de Dracena

“... SOU EU MESMO! TOQUEM-ME E VEJAM”. – Olívia Coutinho

O Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos... Pe. Antonio Queiroz

O Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia - Claretianos


Jesus é o doador da paz!-Helena Serpa

Assim está escrito: O Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia. Padre Queiroz

Tomemos posse da verdadeira paz de Jesus -Canção Nova


DIA 25 DE ABRIL - SEXTA

“JESUS APROXIMOU-SE TOMOU O PÃO E DISTRIBUI PARA ELES - Olívia Coutinho

É o Senhor!-Canção Nova

Anunciai o Evangelho a toda criatura - Claretianos


À beira do mar-Helena Serpa

Pescadores de pessoas-Pe. Antônio Queiroz CSsR

" AÇÃO PASTORAL SEM QUERÍGMA, ACABA EM FRACASSO" - Dias. José da Cruz


DIA 26 DE ABRIL - SÁBADO

A fé em Jesus Cristo tem influência nas nossas ações-Helena Serpa

Jesus aparece aos 11 discípulos-Canção Nova

Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho - Claretianos


Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho - Pe. Antônio Queiroz CSsR

" Anúncio e Testemunho pessoal..." - Dias. José da Cruz


DIA 27 DE ABRIL - DOMINGO

“A PAZ ESTEJA CONVOSCO. COMO O PAI ME ENVIOU, TAMBÉM EU VOS ENVIO!” – Olívia Coutinho


MEU SENHOR E MEU DEUS! - José Salviano

 

Compromisso com o Cristo ressuscitado-Canção Nova


"ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS!" - Dias. José da Cruz

Acreditar pela Fé. Professor Isaías da Costa

Nascidos para uma esperança viva - Helena Serpa


Acreditar pela Fé. Professor Isaías da Costa

VEJA AQUI MAIS HOMILIAS PARA O PRÓXIMO DOMINGO
DIA 28 DE ABRIL - SEGUNDA

Se alguém não nasce da água e do Espírito, não pode entrar no Reino de Deus - Claretianos


SERÁ A VITÓRIA DO POVO! Fr. José Luís Queimado, CSsR

Para nascer do alto- Helena Serpa

Nicodemos -Canção Nova


" Nicodemos entrou na Catequese para adultos, período noturno" - Dias. José da Cruz


DIA 29 DE ABRIL - TERÇA

FEZ-SE CARNE PARA SER O FILHO DO HOMEM! Fr. José Luís Queimado, CSsR

Quem aceita Jesus está acolhendo a Sua Luz!-Helena Serpa

Nascer do alto -Canção Nova

Ninguém subiu ao céu, a não ser aquele que desceu do céu... - Claretianos


" Ainda sobre Nicodemos, um catequizando persistente..." - Dias. José da Cruz


DIA 30 DE ABRIL - QUARTA

Deus enviou seu Filho ao mundo para que o mundo seja salvo por ele - Padre Queiroz

Quem crê não é julgado -Canção Nova

Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo - Claretianos


" A Vocação para o amor...essência da Vida Humana" - Dias. José da Cruz


================================

DIA 01 DE MAIO - QUINTA

" Fé, um Elo com aquilo que somos de fato..." -Diac.José da Cruz


Para entender a linguagem de Deus-Helena Serpa

Pai ama o Filho e entregou tudo em sua mão - Enviado por Vera Lúcia


VEJA AQUI MAIS HOMILIAS PARA O PRÓXIMO DOMINGO

DIA 02 DE MAIO - SEXTA

“graças, Pai”-Helena Colares Serpa

Distribuiu-os aos que estavam sentados, tanto quanto queriam - Enviado por Vera Lúcia

 

" UM MENINO, CINCO PÃES E DOIS PEIXES..." -Diac.José da Cruz


DIA 03 DE MAIO - SÁBADO

Caminho de Amor: Jesus Cristo! - Enviado por Vara Lúcia


Já conhecemos o Pai, porque já conhecemos o Filho-Helena Serpa

" Senhor, mostra-nos o Pai..." -Diac.José da Cruz

 

DIA 04 DE MAIO - DOMINGO

Reconheceram Jesus ao partir o pão - Enviado por Vera Lúcia


“Os discípulos de Jesus” -Diac.José da Cruz

DIA 05 DE MAIO - SEGUNDA

Esforçai-vos não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna. Padre Queiroz


DIA 06 DE MAIO - TERÇA

Não foi Moisés, mas meu Pai é que vos dá o verdadeiro pão do céu. Padre Queiroz



DIA 07 DE MAIO - QUARTA

 


Esta é a vontade do meu Pai: toda pessoa que vê o Filho tenha a vida eterna. Padre Queiroz



VEJA AQUI MAIS HOMILIAS PARA O PRÓXIMO DOMINGO

=========



Esta é a vontade do meu Pai: toda pessoa que vê o Filho tenha a vida eterna. Padre Queiroz

QUARTA - 7 de Maio de 2014  - Evangelho - Jo 6,35-40

Esta é a vontade do meu Pai: toda pessoa que vê o Filho tenha a vida eterna.
Este Evangelho sublinha a vontade salvadora de Deus Pai, através do seu Filho. Ver Jesus é mais do que olhar fisicamente para ele, pois ele reclamou: “Vós me vistes, mas não acreditais”. Temos de vê-lo com coração aberto e com o desejo de segui-lo.
Assim como Jesus procurou ser fiel à vontade de Deus Pai sobre ele, fazendo tudo para que aqueles que o Pai lhe deu não se percam, nós também, como Igreja, fazemos de tudo para que não se perca nenhum daqueles que Jesus confiou a nós. E conseguimos isso recebendo e distribuindo a Eucaristia, que nos torna “outros Cristos” no mundo.
Quem pára de comungar, precisa pensar bem o que está acontecendo; será que o “agricultor” não está cortando o galho da videira, porque este galho não está produzindo frutos?
“Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim nunca mais terá sede.” Comungar é unir-se com Cristo numa aliança eterna, de vida e de ideais.
Duas vezes neste Evangelho Jesus fala que, se morrermos unidos com ele, ele vai nos ressuscitar no último dia, isto é, após a nossa morte. Esta é a vontade de Deus Pai: vivermos eternamente unidos com ele no céu. E é também, claro, a nossa vontade.
A Igreja faz a Eucaristia e a Eucaristia faz a Igreja. A Igreja faz a Eucaristia porque é o padre que, obedecendo a Jesus, preside à Missa na qual acontece a transubstanciação do pão e do vinho no corpo e sangue de Cristo. E a Eucaristia faz a Igreja porque a Eucaristia é a vida da Igreja. Ela faz na Igreja o que o alimento faz no nosso corpo. Uma Comunidade que não tem Missa nem Culto dominical, no qual se distribui a Comunhão, vai enfraquecendo cada vez mais até morrer.
Há uma grande diferença entre a Eucaristia e os outros seis sacramentos. Nestes recebemos a graça de Deus; na Eucaristia recebemos o próprio Deus. E Cristo nos vem com todas as graças, com toda a sua força e o seu amor. Nos outros sacramentos recebemos a força de Deus para determinadas situações concretas da nossa vida: Nascer (batismo), crescer (crisma), pecar (confissão), tornar-se padre (ordem), casar-se (matrimônio) e ficar doente (unção dos enfermos). Já na eucaristia é toda a vida cristã que é revigorada.
Havia, certa vez, um menino de oito anos que adorava ouvir o pai tocar violão. À noite, ele sempre levava o violão para o pai tocar. Na verdade, o pai não sabia tocar violão, apenas fazia alguns acordes.
Como o pai chegava sempre cansado em casa, um dia ele comprou para o filho um toca CD e lhe deu de presente, junto com vários CDs de grandes violonistas. Mas o garoto, em vez de ligar o toca discos, levava o violão para o pai tocar.
Numa noite, o pai lhe disse: “Filho, você não gosta de ouvir CD?” “Gosto” – respondeu o menino – mas eu quero ouvir o senhor tocar!”
Mais importante que o violão era a amizade com o pai, e os dois ficarem juntos. Como é bom ter Cristo junto conosco na Eucaristia! Nós dialogamos com ele, ficamos mais felizes e adquirimos forças para continuar a caminhada.
Maria Santíssima estava unida, não só ao seu Filho, mas também à santa Igreja que, após a ascensão de Jesus, reuniu-se no Cenáculo. Depois, obedecendo ao Filho, foi para a casa do evangelista João e lá participava da Comunidade cristã. Que ela nos ajude a amar mais a Eucaristia, o Cristo vivo no meio de nós, transformado em alimento.
Esta é a vontade do meu Pai: toda pessoa que vê o Filho tenha a vida eterna.

Padre Queiroz

Não foi Moisés, mas meu Pai é que vos dá o verdadeiro pão do céu. Padre Queiroz

TERÇA - 6 de Maio de 2014 - Evangelho - Jo 6,30-35

Não foi Moisés, mas meu Pai é que vos dá o verdadeiro pão do céu.
O Evangelho de hoje tem duas partes. 1ª) Referência ao maná. 2ª) Jesus se revela como o pão do céu.
A história do maná é contada no Livro do Êxodo. O povo hebreu estava atravessando o deserto e começou a passar fome, pois na região não havia alimentos. Então Deus lhes mandou o maná. Veja o texto: “Pela manhã, havia uma camada de orvalho ao redor do acampamento. Quando a camada de orvalho se evaporou, apareceram pequenos flocos, como cristais de gelo, que eram muito gostosos de comer. Então Moisés ordenou: ‘Cada um recolha apenas quatro litros e meio por pessoa, que é o suficiente para um dia’. Os filhos de Israel assim fizeram. Uns recolhiam mais, outros menos. Quando mediam as quantias, não sobrava para quem havia recolhido mais, nem faltava para quem havia recolhido menos. Moisés então lhes disse: ‘Ninguém guarde para o dia seguinte’. Alguns não deram ouvidos e guardaram. Resultado: No dia seguinte o maná amanheceu com vermes e apodreceu. Ficou com um mau cheiro tão forte, que ninguém conseguia ficar dentro da tenda” (Ex 16,13-21).
Por isso que no Pai Nosso rezamos: “O pão nosso de cada dia nos dai hoje”. Não amanhã, mas apenas hoje. Amanhã será outro dia e Deus providenciará.
Na Igreja Primitiva, alguns cristãos levavam ao pé da letra esta questão. No fim do dia, as famílias limpavam a dispensa, distribuindo para os pobres tudo o que sobrou do dia. E, de fato, pelo que se sabe, nenhum deles passou fome por isso.
“Eu sou o pão da vida.” É a Eucaristia que sustenta a vida cristã, assim como o alimento sustenta a nossa vida material. Sem a Eucaristia nós vamos ficando cada vez mais subnutridos na fé e nas boas obras e não conseguimos vencer as tentações. A pessoa fica como ovelha sem pastor, planta sem água, ou galho separado do tronco e acaba se afogando num copo d’água. Por outro lado, quem recebe a Eucaristia produz frutos como árvore à beira d’água; ama como Jesus amou, pensa como Jesus pensou e vive como Jesus viveu.
O alimento que comemos se transforma em nós. Na Eucaristia acontece o contrário; ela é mais forte do que nós, por isso nós é que nos transformamos nela. De tal modo que um dia poderemos dizer com S. Paulo: “Não sou mais eu que vivo, é Cristo que vive em mim”.
Nós cristãos, que vivemos neste mundo tão complicado, precisamos da Eucaristia para seguir os mandamentos de Deus.
O pelicano é uma ave aquática, de pescoço longo, que chega a medir três metros. Dizem que a mãe é tão zelosa pelos filhotes que, não havendo com que alimentá-los, lhes dá de seu próprio sangue. Por isso, o pelicano é um símbolo de Jesus eucarístico que, para a nossa felicidade e saúde espiritual, nos serve o seu próprio corpo e sangue.
Na hora da Consagração, o padre fala: “Eis o mistério da fé”. A Eucaristia é um mistério de fé porque não vemos nenhum sinal externo de Jesus, nem no pão nem no vinho consagrados. Apesar disso, nós cremos, como diz o canto “Deus de amor nós te adoramos”: “No Calvário se escondia tua divindade, mas aqui também se esconde tua humanidade; creio em ambas e peço, como o bom ladrão, no teu Reino, eternamente, tua salvação”.
Certa vez, um homem ia viajar, para ficar fora de casa durante uns dois meses. Ele tinha uma estátua de estimação e não quis deixá-la em casa, porque a sua casa não era muito segura. Pediu então para um amigo guardá-la em sua casa.
Aconteceu que um dia o amigo se descuidou, a estátua caiu e se quebrou! E agora? Ele procurou na redondeza um restaurador de estátuas e não encontrou.
Então decidiu ele mesmo restaurar a estátua. Comprou as ferramentas e o material necessário e restaurou o objeto de arte. Ficou uma beleza. Quem a conhecia antes não conseguia descobrir onde foi quebrada.
Os vizinhos começaram então a levar estátuas quebradas e objetos de arte para que ele os restaurasse. As pessoas gostavam tanto do serviço daquele homem, que ele montou um atelier especializado em restaurações de estátuas e obras de arte.
Esse homem era um artista e não sabia. Precisou de um acidente para que ele descobrisse o seu talento. Jesus nos restaurou, e o fez com tanto amor que quis ficar entre nós para dar constante manutenção, e assim não quebrarmos mais a imagem de Deus que somos.
Peçamos a Maria Santíssima que nos ajude, não só a receber a Eucaristia, mas a ser Eucaristia para o mundo, a exemplo de Jesus.
Não foi Moisés, mas meu Pai é que vos dá o verdadeiro pão do céu.
Padre Queiroz