.

I N T E R N A U T A S-M I S S I O N Á R I O S

SOMOS CATÓLICOS APOSTÓLICOS ROMANOS

e RESPEITAMOS TODAS AS RELIGIÕES.

LEIA, ESCUTE, PRATIQUE E ENSINE.

PARA PESQUISAR NESTE BLOG DIGITE UMA PALAVRA, OU UMA FRASE DO EVANGELHO E CLICA EM PESQUISAR.

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

.


14 DE DEZEMBRO QUINTA






17 DE DEZEMBRO-DOMINGO





Somos convocados a abrir passagem para Jesus-Helena Serpa





VEJA AQUI MAIS HOMILIAS DESTE DOMINGO


---------------------------------------------

MEU FACE




==============================



PARA ENTRAR NO NOSSO CANAL NO YOU TUBE É SÓ CLICAR AQUI


ou


ou ainda...

 ENTRE NO YOU TUBE E DIGITE: J.SALVIANO





================







REFLEXÕES RECENTES E FUTURAS







11 DE DEZEMBRO SEGUNDA








12 DE DEZEMBRO TERÇA





13 DE DEZEMBRO QUARTA

"POIS O MEU JUGO É SUAVE E O MEU FARDO É LEVE.” – Olivia Coutinho


“O MENOR NO REINO DOS CÉUS É MAIOR QUE JOÃO BATISTA.” Olivia Coutinho



Porque meu jugo é suave e meu peso é leve-José Salviano


Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos-Dehonianos





14 DE DEZEMBRO QUINTA







15 DE DEZEMBRO SEXTA




16 DE DEZEMBRO-SÁBADO





17 DE DEZEMBRO-DOMINGO



Somos convocados a abrir passagem para Jesus-Helena Serpa





18 DE DEZEMBRO-SEGUNDA

-Ele vai salvar o seu povo dos seus pecados-José Salviano






19 DE DEZEMBRO-TERÇA




20 DE DEZEMBRO-QUARTA

-Eis que conceberás e darás à luz um filho-José Salviano.




21 DE DEZEMBRO-QUINTA

-Eis que conceberás e darás à luz um filho-José Salviano.




22 DE DEZEMBRO-SEXTA




23 DE DEZEMBRO-SÁBADO




24 DE DEZEMBRO-DOMINGO



25 DE DEZEMBRO-SEGUNDA

26 DE DEZEMBRO-TERÇA



27 DE DEZEMBRO-QUARTA



28 DE DEZEMBRO-QUINTA



29 DE DEZEMBRO-SEXTA

30 DE DEZEMBRO-SÁBADO

31 DE DEZEMBRO-DOMINGO



01 DE JANEIRO-SEGUNDA

TERÇA



QUARTA



QUINTA



SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

SEGUNDA

TERÇA



QUARTA



QUINTA



SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

SEGUNDA

TERÇA



QUARTA



QUINTA



SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

SEGUNDA

TERÇA



QUARTA



QUINTA



SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

SEGUNDA

TERÇA



QUARTA



QUINTA



SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

SEGUNDA

TERÇA



QUARTA



QUINTA



SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

SEGUNDA

TERÇA



QUARTA



QUINTA



SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

SEGUNDA

TERÇA



QUARTA



QUINTA



SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

SEGUNDA

TERÇA



QUARTA



QUINTA



SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

SEGUNDA

TERÇA



QUARTA



QUINTA



SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

SEGUNDA

TERÇA



QUARTA



QUINTA



SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

SEGUNDA

TERÇA



QUARTA



QUINTA



SEXTA

SÁBADO



==================

DOMINGO

SEGUNDA

TERÇA



QUARTA



QUINTA



SEXTA

SÁBADO





José: quem dera eu tivesse a sua fé.-Jailson Ferreira


SEGUNDA – DIA 18  Evangelho - Mt 1,18-24







        O Evangelho de hoje fala de um dos homens que eu mais admiro na Bíblia: José. Não só pelo importantíssimo papel de pai terreno de Jesus, mas principalmente por aceitar casar-se com Maria, estando ela grávida antes de deitar-se com ele, confiando apenas em um sonho que ele teve. Admito que não sei se teria a mesma atitude dele... Talvez me falte essa fé... E talvez por isso eu o admire tanto...



        Maria poderia ter dito ao anjo: "Posso conversar com meu noivo antes de aceitar essa proposta de Deus?" Mas ela deu a sua resposta independente da resposta de José. E isso deixa clara uma característica de Maria: a sua impulsividade. A mesma impulsividade que fez com que ela antecipasse a vida pública de Jesus nas Bodas de Caná. Fico imaginando... e se José não tivesse aceito casar com Maria? Ele estaria sendo justo, e ninguém iria poder condená-lo, pois ele não foi consultado para concordar ou discordar da concepção de Jesus por Maria, sob a ação do Espírito Santo, sem a sua participação.



        Há muito tempo eu me pergunto se Deus foi justo com José... Só um homem que se guarda para o casamento poderia entender o que eu estou falando. A única resposta que me vem é que Deus não tiraria algo tão importante de José, se não lhe concedesse uma boa compensação... Ser o pai terreno do Filho de Deus. Nenhum outro homem na história teve esse papel de ser o formador, o educador, a referência de pai para Jesus. Quando Jesus pensava em Deus e o chamava de Pai, não tinha como não associar a José, seu pai de criação. Da mesma forma que nós, quando pensamos em Deus, associamos com o nosso pai terreno... e é isso que muitas vezes explica a nossa afinidade ou falta de afinidade com Deus. E é por isso que muitas pessoas só conseguem rezar por intercessão de Maria... porque só conseguia falar com seu pai por intercessão da sua mãe. Da mesma forma, muitas pessoas não conseguem se identificar com Maria, Mãe de Jesus, porque não se dão bem com sua mãe terrena...



        Vou dizer algo bastante óbvio, mas que muitas vezes não nos damos conta: Jesus não nasceu adulto! Ele foi criança, e precisou aprender a andar, falar, ler, escrever, pensar, tratar, observar e tocar as pessoas... Isso não se nasce sabendo: se aprende. E o papel de José foi fundamental para o crescimento físico, social e espiritual de Jesus.



        Observe que em Mateus 12,50 Jesus diz que quem faz a vontade de seu Pai que está nos Céus é seu irmão, sua irmã e sua mãe, mas não diz que pode ser seu pai. O único que pôde desempenhar o papel de pai terreno de Jesus foi José. E eu acredito que tão difícil quanto encontrar a mãe ideal para Jesus, foi encontrar esse pai ideal. Feliz da mulher que encontra um marido como José, e feliz do(s) filho(s) que tem(têm) um pai como José. Uma boa mulher edifica a casa, mas um bom homem é salvação para toda a família.







Jailson Ferreira

Terceiro domingo do Advento-Jailson Ferreira


DOMINGO – DIA 17 Evangelho - Jo 1,6-8.19-28



Estamos iniciando a terceira semana do Advento, e este domingo é dedicado a mensagem trazida por João Batista. O que quer dizer para você a frase: "Aplainai o caminho do Senhor." Será que esta é uma missão restrita apenas àquele homem que antecedeu Jesus, e não tem nada a ver conosco? Será que "aplainar o caminho" é tão somente nivelar o terreno, para que o Senhor caminhe com tranqüilidade? O que está nas entrelinhas da missão de João Batista e o que ela tem de especial para ser relembrada logo hoje?



        Estamos a 10 dias do Natal. Você já deve ter percebido que em quase todos os lugares por onde Jesus iria passar, Ele enviava discípulos para anunciar a sua chegada, a fim de que as pessoas daquele lugar começassem a se preparar psicologicamente para algo importante. Em 10 dias irá acontecer algo muito importante, o nascimento do nosso Senhor! Por isso foi necessário alguém ser enviado antes: para nos preparar psicologicamente. João veio para aplainar o caminho de Jesus. E o que significa "aplainar" nessa linguagem metafórica utilizada pelo profeta Isaías, e depois por João Batista?



        Aplainar um caminho não é trabalho fácil... Há alguns anos foi iniciada a obra de duplicação da rodovia que liga Recife – João Pessoa – Natal. São quase 300 quilômetros de estrada. A previsão inicial de término era de 4 anos. Já estamos no final do 3º ano de obras, e ainda não foi entregue nem um pedaço de pista duplicada! Será que não estão trabalhando? Pelo contrário! Trabalham dia e noite! O que acontece é que não é fácil aplainar o caminho. A estrada tem muitos altos e baixos, partes que o solo é impróprio para suportar o asfalto e o peso dos carros, lugares onde são necessárias pontes, aterros, viadutos, redutores de velocidade... enfim, é um trabalho difícil, mas extremamente necessário, pois é através desses caminhos que as pessoas poderão circular com mais segurança, e as longas distâncias poderão ser percorridas em menos tempo.



        Mas que caminho João tinha a missão de aplainar? O caminho que leva ao nosso coração e à nossa mente. Quantas vezes estes caminhos estão completamente obstruídos por culpas, preconceitos, raivas, ressentimentos, orgulho... Sentimentos assim não permitem o acesso a nós, e isso é muito grave!!!



        A culpa nos leva à auto-condenação, e antes que alguém nos condene, nós já nos excluímos, nem dando a oportunidade da outra pessoa se aproximar! O preconceito nos impede de conhecer outra realidade: "Não conheço e não gostei!" E nos torna limitados, presos em uma redoma. A raiva e o ressentimento nos deixam cegos... o tempo que durar a raiva ou o ressentimento, nós não conseguimos aproveitar plenamente as coisas boas que nos acontecem. Não conseguimos nem sorrir de verdade... E o orgulho é o contrário da humildade, e quem não é humilde para reconhecer que também é passível de erros, não é livre para receber a grande Novidade que está para chegar!



        E então, o que está obstruindo a passagem para a sua mente e o seu coração? Qual o obstáculo que lhe impede de aproveitar o Natal que está se aproximando? Se sente culpado por algo que fez (ou deixou de fazer)? Deixe para trás o que passou, procure tirar as lições, e faça o possível para remediar o problema, na medida do possível. Seu problema é o preconceito? Procure não condenar mais, muito menos sem antes conhecer a outra realidade. Você está ressentido, chateado? Liberte-se dessa prisão que você criou para você e para a outra pessoa! Seu problema é o orgulho? Não tem coragem de admitir suas fragilidades? Lembre-se que os materiais mais duros são também os mais frágeis, e os mais flexíveis são os mais difíceis de quebrar...



        Mas você acha que os caminhos em torno de você estão livres e acessíveis? Então tome para si o papel de João, e procure aplainar os caminhos de outras pessoas, para que quando o Senhor chegar, Ele tenha acesso mais fácil... Há muitas pessoas precisando de nós, esperando ajuda para preparar o terreno... inclusive dentro de nossas casas...







Jailson Ferreira


Por que foi preciso alguém vir primeiro?- Jailson Ferreira


SÁBADO – DIA 16 Evangelho - Mt 17,10-13





        A pergunta que os discípulos fizeram hoje é típica de quem não conhecia o Antigo Testamento ou de quem tinha preguiça de pensar: "Por que os Mestres da Lei dizem que Elias deve vir primeiro?"



        Os Mestres da Lei queriam desacreditar Jesus, e uma das formas que eles encontraram foi essa: dizer que Jesus não era o Enviado de Deus, porque antes da vinda desse Enviado, as escrituras falavam que deveria vir Elias, para preparar os caminhos. E os Mestres da Lei não reconheceram João Batista como esse Elias... Portanto, também não reconheceriam Jesus como Salvador.



        Apesar da lentidão de raciocínio dos Apóstolos, eles acabaram reconhecendo que João Batista veio com a missão de preparar os caminhos do Senhor, e que o Senhor era Jesus. O maior acontecimento da humanidade não poderia acontecer sem uma preparação, e foi para isso que Deus preparou João Batista.



        Que cada um de nós, por mais lentos de raciocínio que sejamos, também cheguemos a essa conclusão, nem que seja no último dia...







Jailson Ferreira